Aprumos
Canil Advanced von Costa - 2014

Aprumos

É comum, especialmente entre criadores, ouvirmos a expressão " este animal tem uma ótima estrutura" ou "este cão tem aprumos corretos".
Todavia a maioria das pessoas aceita tal tipo de comentário sem compreender ao certo o seu significado. O aspecto geral dos membros de sustentação , tais como posição das patas, arqueamento de joelhos, etc, são conhecidos como aprumos. Neste texto vou tentar de forma simplificada explicar a diferença entre o certo e o errado com relação aos a aprumos e conformação dos membros anteriores e posteriores em cães.

Os principais defeitos podem ser divididos em duas categorias:
- Desvios altos ou desvios proximais ou desvios totais
- Desvios baixos ou desvios distais ou desvios parciais

1- Membros Anteriores
Os defeitos proximais serão aqueles cuja origem está mais próxima ao corpo, ou seja estão relacionados a problemas na articulação escápulo-umeral (na região conhecida popularmente como "ombro"). São considerados desvios totais pois alteram a estrutura da pata como um todo.

Existem dois tipos de desvios totais:

- Animais abertos de frente - são aqueles que apresentam deslocamento dos membros anteriores, de modo que se traçarmos uma linha imaginária saindo da articulação escápulo-umeral até o chão perceberemos que esta passará medialmente ao membro.

- Animais fechados de frente são também considerados como portadores de um desvio total pois o problema tem origem na articulação do ombro. Os membros anteriores são deslocados medialmente.

Os desvios parciais também podem ser de dois tipos:
- Joelhos cambaios - é também chamados de cotovelos fechados. Neste caso o deslocamento medial do joelho vai se refletir na região digital. Se traçarmos uma linha imaginária a partir da articulação escapulo-umeral (ombro) esta passará lateralmente ao joelho e apresentará um desvio medial em relação aos pés.

- Cotovelos esquerdos - neste caso há um deslocamento lateral do cotoovelo levando a um pequeno desvio na posição das "mãos" (região digital) que ficará voltada para dentro (medialmente). Se traçarmos uma linha saindo da articulação escapulo-umeral esta tocará o membro na sua face medial.


Replique Montre |
Replique Montre Breitling |
Replique Montre Rolex


2- Membros Posteriores

Tal como observado nos membros anteriores os desvios podem ser classificados como "totais" ou "parciais" .

- O deslocamento medial do joelho acarreta uma maior abertura da região distal e observa-se que o animal não tem paralelismo entre o calcâneo e os dedos, apoiando o chão com os dedos voltados lateralmente (para fora). Este tipo de desvio é considerado um desvio parcial ou distal e é conhecido como jarrete de vaca.

- Um segundo tipo de desvio parcial ocorre quando há um deslocamento medial da região plantar (os dedos ficam voltadoss para dentro e os joelhos ligeiramente voltados para fora.

- Os desvios totais são mais dificeis de serem visualizados. Tanto o deslocamento medial quanto ou deslocamento lateral dos membros anteriores tem origem na articulação coxo-femural (na bacia).

As causas destes problemas podem ser de origem genética ou devido a erros na criação durante o desenvolvimento do filhote (fase de crescimento).
Animais muito obesos , que praticam poucos exercícios e vivem confinados em espaços pequenos,especialmente em pisos lisos estão mais predispostos a desenvolver problemas articulares. omega replica
Em contrapartida , animais subnutridos tambem podem apresentar problemas de crescimento e desenvolvimento.
Manter os comedouros e bebedouros altos, caminhar na areia e na grama, fazer exercícios dentro d'água são formas de fortalecer a musculatura e forçar o animal a permanecer numa postura correta.
Pequenos cuidados durante a infância podem fazer uma grande diferença.

Inserido dia 02/03/2013

mais novidades

Novas ninhadas